Sua empresa ocupa um nicho lotado? Nesse caso, você precisará se destacar para sobreviver.

 

Hoje em dia, é cada vez mais difícil os negócios de um empreendedor se destacarem. A concorrência extrema levou os consumidores a terem grandes expectativas. Muitas vezes, simplesmente oferecer produtos de qualidade acima da média não é suficiente. Os empresários precisam rejeitar a perigosa ideia de que a diferenciação é o que sua empresa faz exclusivamente em termos de processo, embalagem, entrega, marketing etc. É tudo sobre o que o cliente obtém de um produto, seja por maior utilidade, melhor recursos, menor custo ou outros benefícios impactantes.

A vantagem competitiva, como Jeff Bezos gosta de dizer, é sobre a obsessão do cliente – fornecendo usos e vantagens que fazem os consumidores felizes e os inspiram a solicitar novamente repetidamente. Aqui estão três credos que as empresas devem ter em mente ao buscar uma vantagem competitiva sobre os rivais.

 

  1. A importância da qualidade não pode ser subestimada.

A qualidade deve ser vista da perspectiva do cliente, não da do fornecedor. Mais especificamente, ela deve atender ou exceder as expectativas do comprador quando se trata de confiabilidade e durabilidade, segurança e proteção, eficiência, experiência do usuário e serviço ao cliente.

A alta qualidade também leva a potencialmente milhões em publicidade gratuita. Um exemplo recente é o Cybertruck da Tesla. Sua inauguração em 2019 gerou críticas extremas em todo o mundo por especialistas em automóveis. A empresa de Elon Musk recebeu posteriormente um quarto de milhão de encomendas em menos de uma semana.

E, embora a maioria das empresas não consiga combinar a visão e os designs ousados de Musk, sem falar nos recursos, a Tesla pode servir de inspiração para empreendedores que buscam qualidade superior e clientes fiéis e de longo prazo.

 

  1. Os consumidores esperam velocidade; é seu trabalho entregar.

Velocidade não significa o que costumava ser. As pessoas não ficam impressionadas facilmente quando a Apple, Google e Amazon as estragam com excelentes dispositivos e serviços entregues virtualmente em tempo real. A velocidade agora significa transações instantâneas, atendimento imediato ao cliente e remessa de um dia ou entrega no mesmo dia, porta a porta.

Na indústria de blockchain, a velocidade é essencial para a adoção em massa. As transações podem ser lentas e, dependendo da rede, podem levar mais de uma hora para serem liquidadas. Esse tipo de tempo de ciclo é inexpressivo para um sistema de pagamento. A velocidade também é essencial no setor de alimentos. Vários estudos mostram que os clientes ficam irritados exponencialmente se esperam mais de 20 minutos por comida.

 

  1. A privacidade é uma preocupação crescente para os compradores em qualquer lugar.

Revelações das práticas de mineração de dados do Google e do Facebook estão deixando as pessoas preocupadas com o uso de informações pessoais.

A legislação que classificaria os dados pessoais como propriedade privada parou no Congresso Americano, mas os tecnólogos não devem nem devem esperar por Washington, pois as empresas podem ganhar a confiança do consumidor implementando políticas de privacidade e inovações fáceis de usar.

Veja o ARPA, um empreendimento de blockchain que permite às organizações colaborar e compartilhar dados computacionais sem comprometer a privacidade ou a segurança dos dados. A empresa usa contratos de privacidade inteligente e permite que os participantes se comuniquem através de uma rede, protegendo informações confidenciais de hackers com um método proprietário que inclui códigos de autenticação de mensagens e compartilhamento de segredo.

 

Sem vendas recorrentes, uma empresa morre lentamente e clientes felizes são o que impulsiona as vendas recorrentes. É por isso que é crucial ter em mente que qualidade, velocidade e privacidade podem dar a qualquer empresa uma vantagem no mercado competitivo de hoje.

 

Imagem cortesia: Pixabay