Como você pode saber se alguém pode ser um ótimo mentor para você?
A jornada empreendedora é difícil e fazê-la sozinha a torna ainda mais difícil. Os fundadores experientes dirão que ter ótimos mentores pode fazer a diferença entre se tornar uma estrela brilhante ou acabar com um desastre flamejante. Mas nem todos os mentores são tão úteis quanto deveriam ser. Alguns mentores dão conselhos irrelevantes ou ruins. Outros podem ter uma reputação menos do que estelar entre os profissionais no mercado de trabalho – repelindo assim potenciais investidores ou parceiros de sua startup. E há sempre os mentores imbecis que só aparecem quando precisam de algo.
Então, como você pode dizer se alguém pode ser um ótimo mentor para você? E o que você deve esperar de um ótimo mentor? Aqui estão três dicas para ajudá-lo a encontrar um mentor que atenda às suas necessidades e o incentive a fazer melhor do que você imaginava.
O que grandes mentores fazem e não fazem.
Cada empreendedor é único e precisa de diferentes tipos de apoio, aconselhamento, redes e orientação. Um mentor que entende os desafios e oportunidades de mercado exclusivos de sua startup é tão importante quanto um mentor que consegue suprir suas deficiências como líder e fundador. Todos nós temos pontos cegos e todos nós precisamos ser empurrados de vez em quando. Grandes mentores dão a você o que você pede e, esperançosamente, o que você precisa, mas não pediu, mas às vezes eles perdem o alvo. Aqui estão três bandeiras vermelhas de que seu mentor não está ajudando:
1. Se o seu mentor não o desafia a enfrentar suas fraquezas e superar seus medos ou fica satisfeito com o status quo – ele não é bom o suficiente para você! Construir uma empresa requer fazer as coisas que amamos e as coisas que gostaríamos de contratar alguém para fazer. Se o seu mentor vale o que ganha, ela vai empurrá-lo para crescer em suas fraquezas e superar os desafios que o assustam.
2. Evite mentores que parecem dar o mesmo conselho ou fazer a mesma pergunta “perspicaz” de todo empreendedor que eles encontram. Em vez disso, procure um mentor que o ouça ativamente enquanto você descreve sua situação ou problema. Eles estão fazendo perguntas que os ajudem a entender melhor a situação antes de dar um conselho simplista? Eles estão oferecendo um recurso que iria ajudá-lo nesta situação particular? Você sabe que tem um mentor sólido quando lhe dá conselhos específicos, oportunos e provavelmente eficazes para você. Mentores que valem o seu tempo dão o seu tempo.
3. Se um mentor não está atendendo suas chamadas, não aparece para reuniões ou as cancela sem aviso prévio, este mentor não está usando bem o seu tempo. E o seu tempo como fundador é valioso. Uma maneira de determinar se o seu mentor vai lhe dar uma quantidade razoável de tempo é definir expectativas quando você está explorando a ideia de trabalhar em conjunto. Uma quantidade razoável de tempo para você pode parecer muito tempo para um CEO ou investidor ocupado e bem-sucedido. Sugiro reunião por telefone por 45 minutos a cada dois meses e pessoalmente nos meses mais folgados. Não tenha vergonha de checar o processo com seu mentor. Pergunte se eles estão satisfeitos com o tempo e energia que estão colocando em seu sucesso. Tome nota se o seu mentor diz que eles têm um mês mais apertado e se ofereça para reagendar se isso ajudar.
Encontrando um mentor.

Agora que você tem algumas idéias sobre como identificar um mentor sólido, como você vai encontrar um? É clichê, mas é verdade: você tem que caçar! Comece a trabalhar em rede e se acostume a se apresentar aos líderes de negócios que podem parecer “fora de sua liga” devido ao seu sucesso como empreendedor. Teste um mentor em potencial pedindo seu conselho sobre um desafio que você está enfrentando.
Além de eventos de networking, você pode considerar juntar-se a programas específicos. Muitos programas têm uma ampla rede de mentores que já estão empolgados para “devolver” aos empreendedores, compartilhando seus conhecimentos. Faça sua lição de casa antes de participar de um programa e converse com ex-participantes  para garantir que os mentores estejam realmente disponíveis e envolvidos com as startups participantes. Pergunte se os mentores são compatíveis com uma startup específica ou se todos os mentores estão disponíveis para você. E descubra se os mentores recebem qualquer tipo de treinamento ou supervisão do programa.
Dê-lhe tempo.
Como todos os relacionamentos, leva tempo para cultivar um relacionamento significativo com um mentor. Quando você encontrar alguém que tenha concordado em orientá-lo, seu próximo passo é provar ao seu mentor que vale a pena seu tempo e energia – e vice-versa! Seu novo mentor pode sugerir algumas pequenas tarefas ou idéias para ver se você faz uso de seu conselho e tempo. Siga com diligência! Você também deve testar quão confiável é seu mentor.

Depois de alguns meses, à medida que vocês ganham confiança, seu mentor deve começar a fazer apresentações para expandir sua rede de contatos, criar acesso a canais de mercado e com clientes em potencial, parceiros e investidores. Mas isso não acontecerá da noite para o dia. E isso não acontecerá se você escolher um mentor que não esteja tão envolvido no seu sucesso quanto você merece.

Imagem cortesia: Pixabay