Descubra o que os membros da sua equipe lhe diriam se você simplesmente parasse de falar.

 

Há muitos pesquisadores gastando tempo e dinheiro em pesquisas para descobrir como os funcionários sobre como os líderes podem ser comunicadores mais efetivos. Na maioria das vezes os entrevistados forneceram o mesmo: os líderes são muito bons em compartilhar informações, mas são péssimos ouvintes.

 

Como líder, nós sabemos o quão difícil é diminuir a velocidade e realmente prestar atenção ao que o seu membro da equipe está dizendo, especialmente quando você está pensando sobre os outros 87 problemas que você tem que abordar e você têm certeza de que você já sabe como resolver o problema. Mas você não pode ser um grande líder se você é um ouvinte terrível.

Ouvir é um compromisso e um elogio. É um compromisso de entender como as outras pessoas se sentem e como elas vêem o mundo. Isso significa deixar seus próprios preconceitos e crenças, suas ansiedades e interesses pessoais de lado para que você possa ver a situação pelos olhos da outra pessoa. E ouvir é um elogio porque diz à outra pessoa: “Eu me importo com o que está acontecendo com você, sua vida e experiência são importantes”.

 

Qual a maneira mais eficaz de se tornar um melhor ouvinte? Identifique as barreiras que impedem que você ouça de forma eficaz – e depois use uma estratégia importante para superar essas barreiras. As 5 barreiras de escuta mais comuns para os líderes são:

 

  1. Leitura de Mente

Esse é o tipo de líder que está sempre tentando descobrir o que a outra pessoa está pensando e sentindo, prestando menos atenção às palavras do que às entonações e sugestões sutis em um esforço para ver através do que é dito. Pare de tentar adivinhar e apenas escute.

 

  1. Filtragem

Você ouve algumas coisas e não a outras, isso é normal. Um problema comum aos líderes que usam muito esse método de filtragem é evitar ouvir certas coisas – particularmente qualquer coisa ameaçadora, negativa, crítica ou desagradável. É como se as palavras nunca fossem ditas: você simplesmente não tem memória delas.

 

  1. Judicioso

Este é um grande desafio para os líderes – especialmente quando se lida com pessoas que você percebe serem funcionários “problemáticos”. Se você julga de antemão alguém como estúpido ou desqualificado, você não presta muita atenção ao que a pessoa diz. Você sabe que está julgando se você já se decidiu antes mesmo de ouvir o conteúdo da mensagem.

 

  1. O sabe-tudo

Você é o grande solucionador de problemas, pronto para ajudar e resolver qualquer problema. Você não precisa ouvir mais do que algumas frases antes de começar a procurar a solução mais adequada. No entanto, enquanto você está preparando essas soluções em sua mente, você pode perder o que é mais importante: o que está sendo dito.

 

  1. Perfeccionismo

Outra fraqueza comum encontrada em alguns líderes: você faz de tudo para evitar errar. Você não pode ouvir críticas, não pode ser corrigido e não vai aceitar sugestões para mudar. Suas convicções são inabaláveis. Claro, é perfeitamente possível que você esteja completamente errado, mas você não quer ouvir essa possibilidade.

 

Como sempre, o primeiro passo é admitir que você têm um problema e aqui está a coisa mais simples que você pode fazer de forma diferente: escute ativamente usando a técnica familiar de “parafraseamento”. Você provavelmente aprendeu esse método na escola ou em um curso de liderança; parafrasear simplesmente significa “declarar em suas próprias palavras o que você acha que alguém acabou de dizer”. O parafraseamento é absolutamente necessário para uma boa audição. Isso mantém você ocupado tentando entender e saber o que a outra pessoa diz, em vez de bloquear. Tente usar esses exemplos durante uma conversa:

“O que eu ouço você dizer é …”

“Em outras palavras…”

“Então, basicamente, como você se sentiu sobre isso …”

“Deixe-me entender, o que estava acontecendo para você era …”

“O que aconteceu foi …”

“Você quer dizer que…”

 

Usando esse método, você achará muito mais fácil lembrar, filtrar, julgar, aconselhar ou mesmo se apegar ao que está certo e é útil. Como resultado, as pessoas que falam com você sentirão como se estivessem verdadeiramente sendo ouvidas – e elas apreciarão sua atenção cuidadosa.

 

Imagem cortesia: Pixabay