Os hábitos que criamos determinarão a consistência de nosso sucesso.
Parece que algumas pessoas estão consistentemente e constantemente encontrando sucesso – realizando negócios, conectando-se com as pessoas certas e fazendo uma verdadeira diferença no mundo. Mas, esses resultados não são baseados na sorte ou estar no lugar certo e na hora certa. Eles vêm da perseverança, ambição e intensa observação do “eu”.
Alguns dos hábitos que criamos determinam a consistência de nosso sucesso. Observando pessoas de sucesso, podemos ver que elas têm muitas das mesmas tendências. Aqui estão cinco desses hábitos para ajudá-lo a encontrar seu próprio sucesso profissional.
1. Crie metas específicas e elimine o ruído.
As pessoas de sucesso não dizem coisas como “vou perder peso” ou “vou ganhar mais dinheiro no próximo mês”.
Em vez disso, as suas intenções são claras: “Vou trabalhar três vezes por semana e perder sete quilos em três semanas” ou “Vou falar com 10 novos potenciais clientes na próxima semana com a intenção de aumentar minha receita em R$ 25.000 este mês “
Quando você não é exato e específico sobre seus objetivos, você está permitindo que qualquer coisa, não uma prioridade, seja transferida para um estacionamento mental. O correto é ter um plano e um caminho pré-definidos para alcançar seus objetivos. Um ótimo exemplo disso vem de Warren Buffett. Durante uma conversa com seu piloto pessoal, Mike Flint, Buffett perguntou a Flint quais eram seus objetivos e pediu para que ele os anotasse. Então ele pediu a Flint para remover tudo além dos cinco primeiros objetivos em sua lista e para que se focasse apenas neles.
2. Visualize o que você quer.
“Imagine, crie e acredite em seu próprio universo e o universo se formará ao seu redor”, escreveu o fundador da Zappos, Tony Hsieh.
Quando você está focado no sucesso, mantendo uma visão de como isso se parece em sua mente e desenvolvendo um objetivo tangível, você cria uma sincronicidade de energia para criá-lo. Para chegar a um ponto de visualização consistente, passe alguns minutos escrevendo sobre as conquistas que você deseja obter todos os dias. Isso permite que você se concentre mais profundamente em seus objetivos. Em seguida, mova-os em sua mente, quase como um filme. Isso irá fornecer uma expectativa e continuará a alinhar você com o seu propósito.
3. Use a mentalidade de produzir, em vez de trabalhar.
Se você tem o seu próprio negócio, é provável que já tenha pronunciado a frase “Agora vou trabalhar no meu negócio”.
Isso é realmente catastrófico para o sucesso. Quando somos vítimas da “mentalidade de trabalho”, podemos passar horas em uma tarefa que pode ser completada em 25 minutos. Não faça isso. Trabalhe de maneira mais inteligente, não mais difícil, produzindo através de uma série de ações em tempo hábil.
A maneira mais rápida de fazer isso é através de sua própria organização e calendário. Se você se permitir tirar um dia inteiro para escrever uma proposta e definir um projeto, isso levará um dia inteiro! Quando você determina uma quantidade específica de tempo para realizar algo, você está mentalizando para fazê-lo. Essas restrições de tempo estão proporcionando a você um leve empurrão para produzir, em vez de “trabalhar” em algo por um período de tempo ilimitado.
E com isso, vem o espaço para fazer mais processamento criativo.
Por exemplo, duas vezes por ano, Bill Gates vai ao seu refúgio para uma “Semana do Pensar”. Isso permite que o ritmo de seu gênio esteja em criatividade ininterrupta e no modo de solução de problemas. Além de um assistente para entregar suas refeições, ele está completamente sozinho com seus livros, pensamentos e propostas, não deixando espaço para distrações.
4. Sirva os outros.
As pessoas em todos os lugares têm uma das duas atitudes: uma é o de um consumidor e o outra é a de um contribuinte. Enquanto os consumidores estão na mentalidade de tomar, os contribuintes são pessoas que entendem a lei universal de “assim como você dá, você receberá”. Por ser um contribuinte, essas pessoas procuram lugares e pessoas para servir. Isso cria reciprocidade e, por sua vez, os outros vão querer ajudá-los e apoiá-los.

Oprah Winfrey é notória por estar a serviço da sociedade e contribuir de várias maneiras. “Nós fomos o show número 1 por 25 anos, e é por isso que vivi com a intenção de servir o público”, ela disse uma vez em um discurso de formatura.

Para você ser um colaborador, você deve começar com a escolha de contribuir com seus colegas em seu setor e, claro, com sua equipe. Toque em assuntos críticos e pergunte com o que você pode apoiá-los. Esteja mais presente nas conversas e tome medidas sobre o que você diz que vai refletir em mudanças positivas em seu ambiente de trabalho.

5. Evite procurar a perfeição, em vez disso, busque a excelência.
Vamos encarar: Criar um enorme sucesso é ter uma base de excelência. Mas isso não é perfeição.
Aqueles que esperam até que tudo esteja perfeito antes de falar, escrever ou finalizar um projeto, estão simplesmente preocupados com o que as outras pessoas vão pensar. O empresário bem-sucedido Gary Vaynerchuk observou isso muito bem quando ele twittou: “É tudo sobre o ajuste ao longo do caminho… não sobre fazer a ligação perfeita”.
Se você não conhece a história de fundo, Vaynerchuk passou de ajudar a loja de bebidas de seu pai em Nova Jersey a vender vinho online e tomar a iniciativa desde o início com o YouTube. Ele assistiu vídeos se tornarem virais e percebeu que isso ia ser grande, e ele queria fazer parte dessa experiência. Sem ter muito conhecimento inicial ou ter uma equipe de filmagem o seguindo, ele apenas começou. E ele era consistente. Agora Vaynerchuk tem mais de 1 milhão de assinantes no YouTube e é um milionário.

Não espere pela permissão para ser bem sucedido.

Ao seguir os hábitos de pessoas bem-sucedidas, você pode se colocar no caminho certo para encontrar o seu próprio sucesso.
Imagem cortesia: Pixabay