Para lidar com o nervosismo e controlá-lo, lembre-se dessas seis dicas. 

 

Se você é como a maioria das pessoas, falar em público ou fazer uma apresentação é um dos seus maiores medos. Mas tire um segundo para pensar sobre isso: a menos que você esteja falando apenas para si mesmo, você está sempre fazendo o que é conhecido como falar em público. Você pode não ter que falar com centenas de pessoas ao mesmo tempo, mas em sua vida cotidiana, alguma forma de falar em público é uma ocorrência comum. Com isso em mente, você deve desenvolver estratégias e técnicas para controlar seus nervos, para que possa se concentrar em uma apresentação eficaz e envolvente. 

Para lidar com o nervosismo e controlá-lo, lembre-se dessas seis dicas. Essas dicas são todas projetadas para ajudar você a se concentrar em seu público e suas necessidades, e não em si mesmo e em seus medos. 

 

  1. Analise seu público

Defina o que torna seu público-alvo único, identificando suas preocupações, preconceitos e perguntas. Encontre pessoas que sejam representativas de seu público-alvo e pergunte o que elas esperariam da apresentação. Além disso, cumprimente os membros da audiência na porta e faça um rápido levantamento de porque eles estão lá e quais são suas expectativas. 

 

  1. Conheça o seu material

Nada é pior para os nervos do que tentar fazer uma apresentação sobre um tópico não familiar. Certificar-se de que você entendeu adequadamente seu público-alvo e suas necessidades ajudará a garantir que seu material esteja certo. 

Lembre-se também de que você não pode cobrir tudo o que sabe em uma apresentação. Selecione os pontos mais pertinentes da sua base de assunto e complemente-os com outro material, se o tempo permitir. 

 

  1. Organize sua apresentação

Organize sua apresentação para que você se dê lembretes sobre o próximo tópico. Tenha um conjunto de frases-chave e refira-se a essas frases para acionar sua memória quanto ao que vem a seguir. Se você estiver usando slides, use essas frases-chave em suas transições. 

 

  1. Pratique, pratique, pratique!

Familiaridade gera confiança e prática ajuda você a entregar suas palavras naturalmente. Isso significa que suas palavras virão mais do seu coração e mente do que de um pedaço de papel. 

Aprenda a organização e a ordem da sua apresentação. Grave-se para ouvir como você fala, seu tom e sua velocidade, e ajuste adequadamente. Pratique toda a sua apresentação, incluindo os pontos visuais, pelo menos seis vezes. 

 

  1. Prepare-se

Depois de saber o que você vai dizer, você precisa se preparar para a entrega real. Antecipar problemas e ter backups e contingências no local em caso de falha do equipamento. Se possível, dê a tudo uma última execução no ambiente real. Lembre-se de preparar respostas para perguntas antecipadas. 

 

  1. Acalme-se 

Nervosismo provoca reações fisiológicas que são principalmente atribuídas ao aumento da adrenalina em seu sistema. Você pode neutralizar esses efeitos com algumas técnicas simples: 

  • Pratique a respiração profunda: A respiração profunda é uma das técnicas de relaxamento mais fáceis e rápidas. 
  • Beba água: Tenha um copo de água à mão. Tome goles ocasionalmente, especialmente quando você quiser enfatizar um ponto. 
  • Sorriso: Este é um relaxante natural que envia substâncias químicas positivas através do seu corpo. 
  • Use técnicas de visualização: imagine que você está entregando sua apresentação para um público interessado, entusiasmado, sorrindo e reagindo positivamente. A visualização positiva é poderosa! 
  • Pouco antes de começar a falar: faça uma pausa, faça contato visual e sorria. Este último momento de paz é relaxante e dá tempo para você se ajustar ao centro das atenções. 
  • Fale mais lentamente do que você faria em uma conversa: além disso, deixe pausas mais longas entre as frases. Este ritmo mais lento irá acalmá-lo e também facilitará a sua audição, especialmente nos fundos de uma sala grande. 
  • Movimente-se durante sua apresentação: Isso gastará parte de sua energia nervosa. 
  • Pare de pensar em si mesmo: Lembre-se de que o público está à disposição para obter informações e é seu trabalho transmitir isso a eles. 

 

Imagem cortesia: Pixabay