Pessoas emocionalmente inteligentes passam menos tempo em conflitos sem sentido e mais tempo construindo equipes.

 

Melhorar a produtividade é uma parte fundamental da cultura, tanto dentro como fora do trabalho. Nós adotamos estratégias como a Técnica Pomodoro, bloqueamos o tempo em nossos calendários e nos esforçamos para reduzir as distrações. Procuramos conselhos de inúmeros livros e posts em blogs.

No entanto, a maioria de nós ainda luta contra a produtividade.

Isso não quer dizer que os hacks de produtividade não sejam eficazes. É só que nossa obsessão em fazer mais em menos tempo está nos estressando. Em vez disso, devemos nos concentrar em melhorar a qualidade de vida para nós e para aqueles que nos cercam. E é aí que a inteligência emocional se encaixa.

Ela é simplesmente a nossa capacidade de ler, sentir e responder às nossas emoções e às emoções daqueles que nos rodeiam. A inteligência emocional consiste nos seguintes quatro componentes:

  • Autoconsciência: Reconhecer seus sentimentos, pontos fortes e fracos.
  • Autogerenciamento: Regular suas emoções para que você tenha uma “cabeça fria”.
  • Consciência social: As habilidades sociais para ler uma audiência e comunicar claramente sua mensagem a esse grupo específico.
  • Gestão de relacionamento: Empatia pelos outros para que você possa construir um relacionamento mais profundo com eles.

Como você pode ver, como a inteligência emocional está ligada à motivação e aos relacionamentos internos, ela é essencial para o sucesso. Mas o que isso tem a ver com produtividade? Aqui estão algumas razões pelas quais a inteligência emocional é a chave para a produtividade.

 

  1. Aumenta a autoconsciência.

A autoconsciência é a pedra angular da inteligência emocional – os estudos mostram que aqueles com maior inteligência emocional são geralmente mais autoconscientes.

Quando você é autoconsciente, conhece seus pontos fortes e fracos, por isso não perde tempo com atividades desnecessárias. Por exemplo, se você deseja um aplicativo para sua startup, mas é apenas um programador novato, por que gastar o tempo criando o aplicativo? Não é melhor contratar um programador habilidoso para criar o aplicativo enquanto você se concentra naquilo em que você se destaca, como o marketing da empresa?

Ao mesmo tempo, a autoconsciência levará você a aprimorar suas habilidades existentes para que você possa concluir tarefas importantes com muito mais rapidez e facilidade.

 

  1. Promove a automotivação.

Indivíduos com uma alta inteligência emocional também tendem a ser mais auto motivados e não motivados por dinheiro ou títulos. Sua motivação intrínseca é o que os leva a fazer as coisas, aprender novas maneiras de crescer e se esforçar sempre para melhorar. Alunos auto motivados são naturalmente curiosos e frequentemente fazem perguntas. À medida que procuram respostas, eles captam novas habilidades e conhecimentos que podem ser aplicados em suas vidas.

Eles também se responsabilizam pela conclusão de projetos e pela superação de obstáculos. Eles sabem o valor do tempo e têm a disciplina para bloquear as distrações, para que estejam sempre um passo à frente.

Eles antecipam novos desafios e estão sempre atentos às últimas tendências e tecnologias para torná-los bem-sucedidos.

 

  1. Ajuda você a aceitar feedback.

Todos nós cometemos erros, mas poucos de nós gostam de ouvir sobre isso dos outros. No entanto, aceitar críticas construtivas é necessário para melhorar a qualidade do nosso trabalho.

Por exemplo, quando comecei a fazer postagens para blogs, recebi muitos comentários dos editores observando meus erros, mas também indicações sobre como melhorar minhas habilidades de escrita. Com o tempo, tornei-me um escritor muito melhor e que comete menos erros – o que significava menos tempo para fazer revisões. Mais importante, consegui produzir artigos muito mais rapidamente usando os conselhos deles.

 

Como você desenvolve inteligência emocional para melhorar a produtividade? Primeiro, aprenda mais sobre inteligência emocional e seus benefícios.

Em segundo lugar, comece a cultivar a autoconsciência. Meditação, solicitação de feedback, leitura e estabelecimento de limites são formas comprovadas de aumentar sua autoconsciência.

Por fim, ouça ativamente os outros para entender de onde eles vêm. Preste atenção ao seu comportamento e reações. E sempre pense antes de agir.

 

Imagem cortesia: Pixabay