Você venceu as primeiras etapas do desafio de criar uma empresa: escolheu um meio, um nicho, e um produto que quer distribuir. Descobriu quem serão os seus futuros clientes, desenvolveu uma análise sobre as necessidades e expectativas deles e criou um plano de marketing diferenciado para atender ao seu mercado, visualizou o investimento inicial e o potencial de lucro a curto, médio e longo prazo. Agora é hora de descobrir o que os vender. Felizmente, você não precisa desenvolver, produzir, ou mesmo criar seus próprios produtos! Existe uma maneira fácil de alavancar produtos existentes com um histórico comprovado de rentabilidade. É chamado de marketing de afiliados.

Com o marketing de afiliados, os produtos já estão sendo vendidos por terceiros, e você não terá que se preocupar com entrega, armazenamento, gerenciamento de pedidos, atendimento ao cliente, reembolsos, ou qualquer outro aspecto tradicional do varejo.

Em um negócio de marketing afiliado, você faz o marketing e a promoção dos produtos através do seu site de comércio eletrônico, mas a empresa de origem, a que fornece o link on-line (ou a empresa que criou o produto) lida com o resto.

E, como afiliado, você recebe uma comissão (em média de 5%, e varia conforme o tipo produto) toda vez que alguém compra. Esta é uma ótima maneira de começar seu negócio.

Vários sites e redes de comércio online possuem ótimos programas de afiliados. Em destaque, podemos mencionar a Amazon e grupo B2W tem um bom programa de afiliados, e possuem uma enorme variedade de produtos.

Existem também grupos específicos para gerenciamento de marketplace, como por exemplo, o Lomadee, que gerencia o vínculo entre o usuário e a empresa de venda, e controla os rendimentos que os parceiros obtém em suas vendas através do rastreamento e vinculação de links gerados. Quase todos os nichos e a indústria tem um programa de afiliados. Faça algumas pesquisas on-line, e verifique se esta alternativa não se encaixam no seu mercado ou empresa.

O marketing de afiliados é a maneira perfeita de mergulhar seu dedo em um negócio on-line. E pode ser a sua única fonte de renda a curto, médio e longo prazo, pois esse modelo tem o potencial de ser muito rentável e pode ser ampliado facilmente.

Outro modelo de marketplace é o de revenda. Neste modelo, você também vende produtos de outras empresas. Você comercializa os produtos em seu site, só que neste caso, você processa os pedidos. Quando eles entram, você os enviará para o seu parceiro, que normalmente é um fabricante ou atacadista. Você os paga e, em seguida, eles enviam o produto diretamente para o seu cliente. Você ganha dinheiro com o percentual de lucro que cobra, e você é quem efetivamente recebe o pagamento de seu cliente.

Com produtos deste tipo, você faz parceria com uma outra empresa que tenha um produto pronto, e simplesmente coloca seu nome e marca nele. Muitas vezes, este modelo de negócios on-line é combinado com o transporte de envio ao cliente. Suplementos, maquiagens, produtos relacionados à saúde são um nicho muito quente para itens com este tipo de rotulagem.

Claro, se você está pronto para criar seus próprios produtos, você também pode fazer isso. Mas criar um produto exige um grande investimento inicial sem retorno garantido.

 

Imagens cortesia: Pixabay