Aprenda a transformar pressão em produtividade.

 

“A maior arma contra o estresse é a nossa capacidade de escolher um pensamento em detrimento de outro.” – William James

Nos primeiros dias de construção da minha empresa, a pressão de todas as direções parecia sufocante e implacável. Lutei para me manter calmo enquanto fazia todo o meu trabalho e me colocava à disposição da minha equipe.

Foi um ato de malabarismo, e eu estava perpetuamente prestes a largar a bola. Tudo parecia exigir minha atenção imediata, e simplesmente não havia horas suficientes no dia. Preocupava-me constantemente, perguntando-me: eu estava presente o suficiente para minha equipe? As decisões da semana passada foram as corretas? Eu deveria estar fazendo ainda mais?

Sem surpresa, esse interminável ciclo de ansiedade deu lugar a momentos de pânico que prejudicaram meu desempenho diário. Sentir que não era capaz de gerenciar tudo se tornou uma profecia autorrealizável – quanto mais me preocupava, menos cumpria e assim por diante.

Você pode assumir que é apenas difícil no começo, quando você está começando. Mas posso garantir que, ao longo dos anos – à medida que passamos de uma pequena startup para uma empresa com mais de 140 funcionários e milhões de usuários globais -, a pressão não diminuiu.

O que mudou é como eu reajo a essas demandas. Aprendi que a pressão sempre fará parte de nossas vidas diárias, mas não precisa nos paralisar. E aproveitando-o para sempre, podemos fazê-lo funcionar em nosso proveito.

 

Pressão não é estresse

 

Costumamos usar estresse e pressão de forma intercambiável. Mas, como Nicholas Petrie ilustra perfeitamente em uma matéria da Harvard Business Review, é a nossa percepção do estresse que importa. “Pressão não é estresse”, escreve Petrie. “Mas o primeiro é convertido no segundo quando você adiciona um ingrediente: ruminação, a tendência de continuar repensando eventos passados ou futuros, enquanto atribui emoções negativas a esses pensamentos.”

Em outras palavras, nossa tendência a pensar demais é um hábito que pode facilmente levar a sentimentos de opressão. Também nos torna mais propensos a ficar doentes.

Mas, se pudermos rebaixar nosso estresse à pressão produtiva, podemos encontrar mais oportunidades para apresentar ideias criativas, melhorar nosso desempenho e ajustar nossos planos de maneiras inovadoras. Para aproveitar seu potencial, no entanto, precisamos nos treinar para ver os desafios de um novo ângulo.

Aqui estão algumas técnicas que eu usei ao longo dos anos para interromper o ciclo de preocupações.

 

Ajuste sua perspectiva

 

Muitos líderes costumam aumentar pequenos contratempos, mas é importante ter em mente que a maioria dos problemas que você enfrenta hoje podem não ser importantes em três anos ou até na próxima semana. Quando você se sentir em uma espiral de negatividade, lembre-se de todas as maneiras pelas quais resolveu as dificuldades no passado. Melhor ainda: anote-as. Listar um histórico de como você superou os desafios pode dar a confiança necessária para agir.

 

Pare de viver no piloto automático

 

Segundo Petrie: “Como toda a ruminação acontece durante esse estado, o primeiro passo é romper com ele”. Dedicar um tempo para esclarecer a conversa mental envolvendo seus sentidos pode ajudar a redirecionar sua atenção de volta ao “agora” e fazer você se sentir mais no controle. Mova seu corpo fazendo uma caminhada rápida, bata palmas ou concentre-se no que pode ouvir, tocar e cheirar no presente. O ponto é ficar atento ao seu entorno.

 

Permita-se desconectar

 

A autora americana Anne Lamott observou sabiamente: “Quase tudo funcionará novamente se você se desconectar por alguns minutos… incluindo você”. Qualquer tipo de pressão pode rapidamente se tornar em estresse quando você é bombardeado por interrupções. Quer você tire uma folga para colher azeitonas na Turquia, como eu fiz – ou simplesmente desligue todos os seus dispositivos por algumas horas por dia -, tirar um tempo para desconectar é essencial para o seu bem-estar mental e produtividade geral.

 

Imagem cortesia: Pixabay