Oprah Winfrey recebeu o Prêmio Cecil B. de Mille no Globo de Ouro de 2018 com um discurso fascinante, que começou com uma memória de infância que muitas pessoas não esquecerão. Com apenas algumas palavras, a Oprah pintou uma imagem para o público, algo que serve como lembrete para todos os oradores aspirantes (e experientes) sobre o que é preciso para entregar um discurso poderoso.

“Em 1964, eu era uma garotinha sentada no chão de linóleo da casa da minha mãe em Milwaukee, assistindo Anne Bancroft entregar o 36º Oscar de Melhor Ator. Ela abriu o envelope e disse cinco palavras que literalmente fizeram história: o vencedor é Sidney Poitier. Veio até o palco o homem mais elegante que já vi. Lembro-me de que sua gravata branca e, claro, sua pele era negra, e nunca vi um homem negro ser aplaudido assim”.

O que torna essa história de abertura tão poderosa é o uso hábil de linguagem e detalhes da Oprah. Não é difícil imaginar uma criança negra sentada de pernas cruzadas em um piso de linóleo olhando para um aparelho de televisão assistindo uma estrela de cinema glamourosa abrir um envelope branco e, então, inclinar-se para um microfone para anunciar o nome do vencedor. Na minha mente, eu posso ver um homem negro impressionante em uma gravata perfeita que se caminha até o palco para receber seu prêmio.

Os detalhes são requintados na sua precisão: piso de linóleo; casa em Milwaukee; Anne Bancroft; Oscar Para Melhor Ator; 36º Prêmio da Academia; cinco palavras; gravata branca.

O recontar do momento e do significado tomou as palavras de Oprah muito mais poderosas — e isso em menos de um minuto. Seu discurso inteiro tinha menos de 10 minutos de duração, incluindo as muitas ovações de pé e os gritos de reunião que ela recebeu durante a entrega.

Há muitos profissionais de negócios que podem aprender do discurso de premiação do Globo de Ouro da Oprah, incluindo a lição mais importante de todos: quando se trata de oferecer apresentações de alto impacto, menos é mais.

 

Audiências inspiradoras

 

Muitos líderes empresariais e profissionais sonham em oferecer discursos dignos de ovação e que inspiram o público a pensar, agir de forma diferente e agitar o status quo. Eles sonham em compartilhar suas grandes ideias com público. Poucos, no entanto, conseguem esse objetivo.

Muitos palestrantes ficam atolados em detalhes irrelevantes, descrições longas e histórias egoístas que servem para distrair ao invés de inspirar seu público. Em vez de pastorear os ouvintes em pastagens mais verdes, muitos oradores levam seu público longos caminhos sinuosos que não conduzem a lugar nenhum. A chave para entregar uma conversa poderosa e memorável é abster-se de monólogos longos.

 

Escolha um tema e fique com ele.

 

Existe um risco comum entre os palestrantes, que é o medo de não abordar todos os temas que consideram relevantes e caem em uma mesma armadilha: eles tentam empacotar demais em um discurso, com medo de deixar algo. Isso acontece especialmente com especialistas em assuntos que têm décadas de conhecimento que querem compartilhar com o público.

Claro, não há nada de errado em querer compartilhar o que você sabe. Mas você não pode fazer tudo de uma só vez. É como ir a um buffet e comer tudo de uma só vez; as chances são enormes de que fazer isso irá fazer você se sentir um pouco enjoado. Da mesma forma, quando você compartilha muita informação ou muitas histórias com seu público, isso vai fazer com que eles se sintam sobrecarregados e talvez até um pouco enjoado. No discurso de Globos de Ouro, Oprah enfocou o tema sobre igualdade de gênero e raça; ela entregou perfeitamente.

Então tente não ser rebuscado demais. Escolha um tema e fique com ele.

 

Escolha seu vocabulário com cuidado.

 

A escolha das palavras de Oprah foi, sem dúvida, cuidadosa e deliberada. Ela era intencional em seu vocabulário. Ela usou linguagem sucinta e emocional para transmitir poderosamente o que queria dizer e, o que é mais importante, o que ela queria que o público sinta. “Um garoto observando os assentos baratos”, por exemplo, evoca uma imagem na mente dos ouvintes que fala muito. Em vez de dar uma longa explicação sobre sua infância pobre e humilde, Oprah pintou uma imagem vívida com apenas sete palavras.

Lembre-se disso: você pode dizer muito com algumas palavras. Então escolha suas palavras cuidadosamente e deixe-as fazer o levantamento pesado. Afinal, os apresentadores efetivos sabem que ser claro e conciso é a ferramenta mais poderosa deles.

 

Imagem cortesia: Pixbay