Como os gerentes podem navegar de maneira mais eficaz pelos relacionamentos digitais com seus subordinados diretos?

 

Imagine esse cenário em sua pequena empresa: A equipe está recebendo um novo membro na equipe, Paulo, e em seu primeiro dia, os membros da equipe o receberam em um canal público de bate-papo.

Célia, um membro da equipe, escreveu na oferta do canal para dar a Paulo uma demonstração do produto. Paulo não respondeu imediatamente à oferta de Célia. Várias mensagens depois no mesmo canal, outro membro da equipe, Renato, também se ofereceu para dar a Paulo a tal demonstração. Paulo aceitou com entusiasmo a oferta.

Há muitas maneiras de explicar o cenário acima – por exemplo, talvez todos os outros membros da equipe estivessem em uma reunião no momento em que Célia enviou sua mensagem -, mas o resultado poderia ter consequências reais para o sentimento de pertencimento de Célia à sua equipe.

Se você estivesse gerenciando essa equipe, como lidaria com esse cenário?

Goste ou não, com a rápida adaptação de plataformas de comunicação no local de trabalho como o Slack, a forma como os gerentes dão e recebem feedback é dramaticamente alterada. Como os gerentes podem navegar de maneira mais eficaz pelos relacionamentos digitais com seus subordinados diretos?

Aqui estão quatro dicas para canalizar fortes habilidades de gerenciamento em sua comunicação digital:

 

  1. Use plataformas digitais para fornecer reconhecimento e feedback em tempo real, mas não as use como um substituto para o tempo face a face

O reconhecimento continua sendo um dos principais motivadores humanos e é uma ferramenta de gestão bem conhecida para motivar os funcionários.

No entanto, fornecer elogios frequentes é mais difícil do que parece, especialmente quando os resultados são de uma equipe ou o progresso diário é incremental. Bate-papo digital e plataformas de produtividade podem ser um grande trunfo aqui.

Use os recursos de mensagens dessas ferramentas para mostrar aos funcionários que você aprecia seu bom trabalho diário, não apenas seus grandes ganhos. Um rápido “bom trabalho”, ou um emoticon positivo, vai longe! Mas, o face a face ainda é importante para criar um relacionamento com seus subordinados diretos. Não se esqueça de manter um cronograma e cumpri-lo.

 

  1. Pense antes de digitar

As ferramentas de produtividade de hoje proporcionam o benefício imediato de se comunicar com aqueles que estão sentados a milhas longe de você. No entanto, sem o auxílio da linguagem corporal, o tom das comunicações digitais – particularmente aquelas que se agitam num fluxo de consciência – pode ser facilmente mal interpretado.

Assim como você pensa antes de falar, pense um pouco antes de enviar o próximo e-mail. Considere como o conteúdo e o tom de sua mensagem chegarão ao seu membro da equipe.

Pergunte a si mesmo: “A minha mensagem está clara? Eu diria isso pessoalmente?” Se a resposta a qualquer uma dessas perguntas for não, considere reformular ou deixar a conversa para um momento particular.

 

  1. Criar normas de equipe em torno da comunicação digital após o expediente

Um grande benefício das ferramentas digitais é que elas capacitam os indivíduos a trabalhar quando é mais conveniente para eles. No entanto, essa maior flexibilidade gera novos desafios em relação à comunicação após o expediente.

Em um estudo de 2015 sobre flexibilidade no local de trabalho, 65% dos funcionários relataram que o gerente espera que eles sejam alcançados fora do escritório. Uma cultura de empresa conectada pode se tornar um problema caro em termos de efeitos colaterais negativos para os funcionários, incluindo baixo engajamento e esgotamento.

Comunique claramente as normas em torno da comunicação após o expediente e quando se espera que os funcionários respondam e estabeleça um exemplo para sua equipe ao aderir a eles.

 

  1. Não esqueça de criar um ambiente inclusivo em seus espaços digitais

Canais de bate-papo públicos e listas de e-mail podem ser uma excelente ferramenta de vinculação de equipe.

No entanto, é importante estar ciente das vozes que dominam o diálogo nesses contextos. Considere os membros da equipe que não podem participar dessas conversas e como essa exclusão pode afetar sua parte de sentimento da equipe. O diálogo digital também pode fornecer uma ferramenta valiosa para entender preconceitos inconscientes que podem estar afetando sua cultura de equipe.

 

Voltemos ao exemplo da pequena empresa. Lembre-se que Célia parecia ser ignorada no tópico do grupo apenas para Paulo aceitar o convite de demonstração de Renato? Quais são as conseqüências para Célia? Na melhor das hipóteses, ela pode se sentir um pouco ignorada. Na pior das hipóteses, ela pode sentir que suas idéias não são valorizadas na equipe.

Como gerente, essas conversas aparentemente pequenas podem resultar em problemas na dinâmica da equipe. Se você perceber situações como essa, seja proativo. Aproveite o tempo para falar com todas as partes em particular e offline.

Lembre-se, os gerentes respondem por 70% da variação no engajamento dos funcionários. Assim, enquanto as plataformas de comunicação digital no trabalho podem facilitar a colaboração, a importância dos gerentes na era digital é igualmente crítica.

 

Imagem cortesia: Pixabay