Antes de começar a divulgar seus produtos nas mídias sociais, é preciso ter em mente alguns pontos, por exemplo, que apesar do acesso as redes sociais ser gratuito, o uso comercial das mesmas acaba não sendo. Em segundo lugar, que isto não lhe dará resultados imediatos. E, em terceiro lugar, um bom marketing social não compensa um produto ou serviço ruim.

Se você pode lidar com tudo isso, está pronto para aprender como – e por quê – usar redes sociais é útil. Abaixo seguem dicas de como gerenciar suas redes sociais:

 

  1. Ouça, depois fale

Muitas vezes mais importante que falar e transmitir uma mensagem, é ouvir o que seu cliente tem a dizer. Há um ditado antigo que diz “temos dois ouvidos, dois olhos e uma boca, o que significa que temos que ver e ouvir mais do que falar”. Especialistas recomendam que você faça o mesmo, independentemente do negócio em que você estiver, e que ofereça seus serviços de forma atenta e focada as demandas de seus clientes.

 

  1. Responda (a todos!)

60% das marcas – principalmente grandes – atualmente não atendem aos clientes ou potenciais clientes no Twitter, Facebook ou outras mídias sociais. Como resultado, você tem uma enorme vantagem se você responder aos seus clientes – aos potenciais.  Se um cliente se queixa, não exclua. Em vez disso, você tem a oportunidade de responder publicamente que está trabalhando para resolver o problema e enviará uma mensagem privada ao indivíduo para que possa ser consertada.

“Todos sabemos que as empresas vão cometer erros”, disse um especialista. “O problema não é quando as empresas cometem erros, é quando as empresas não dizem ‘Desculpe-me’”.

Em vez disso, se você excluir uma queixa, você está enviando a mensagem de que a pessoa que a escreveu não importa, e você está, em essência, está ignorando a experiência negativa que a pessoa teve.

Quais são os únicos tipos de postagens que você deve considerar excluir? Aqueles que são obscenos ou intolerantes.

Quando você responder, faça isso como a sua voz de marca, seja ela qual for: sério, engraçado, cheio de trocadilhos, científico, seja o que for. Contanto que seja verdade para a marca.

 

  1. Diga, não venda

A mídia social é ainda mais poderosa quando você usa isso para contar histórias pessoais e não para vender seus produtos.

Às vezes, é mais interessante ao seu cliente uma fantástica história de como você superou obstáculos e conseguiu estruturar um negócio do zero do que conhecer seu produto em si.

 

  1. Anuncie (melhor)

A mídia social não é apenas sensível, mas também pode gerar vendas.

No Facebook, ao invés de apenas patrocinar seu anúncio para que tenha a maior quantidade o possível de visualizações e acessos, você pode segmentar o patrocínio para as pessoas certas, com base no título do trabalho, interesse, idade, localização. Todos os dados que o Facebook obteve em pessoas, você pode utilizar e segmentar seus investimentos com base nisso, pois melhor que atingir um milhão de pessoas, é atingir 10000 que possam responder ativamente a sua postagem.

Outra vantagem de publicidade no Facebook é o apelo do marketing direto, feito pelos próprios clientes. Você pode segmentar anúncios para apenas os amigos de pessoas que “gostaram” de sua marca no Facebook, e quando essas pessoas verem seu anúncio, eles verão os nomes de seus amigos que gostam da sua marca também.

 

  1. Seja grato

Nas suas mídias sociais, agradeça regularmente seus clientes e parceiros.

As pessoas, independentemente da vinculação direta com sua empresa, apreciam ver o reconhecimento e agradecimento tanto aos colaboradores, quanto aos clientes que prestigiam seu serviço e produtos. Ser grato é peça chave para o desenvolvimento da afinidade e empatia com os clientes