A inteligência artificial promete enormes novas capacidades, mas os desafios para chegar lá faz a maioria das empresas proceder com cautela. 

 

Inteligência artificial (IA) não é apenas “importante” para a inovação e processos básicos na organização do futuro, é indispensável. 

Para prosperar nesse futuro, as empresas já estão em explorações em estágio inicial para se transformarem em locais de trabalho orientados para IA. Mas, apesar do alto nível de interesse em alavancar a IA nos negócios, a implementação continua bastante baixa.  

Esse desenvolvimento não vai acontecer instantaneamente. Primeiro, você deve entender seu negócio em termos de metas, necessidades tecnológicas e o impacto que sua adoção terá sobre funcionários e clientes. Muito pode dar errado ao abordar qualquer um desses pontos. Aqui estão algumas dicas para começar seu desenvolvimento. 

 

  1. Trate a IA como uma iniciativa de negócios, não uma especialidade técnica

Muitas organizações veem a implementação da IA como uma tarefa para o departamento de TI. Só esse erro pode dar origem à maioria dos seus desafios futuros. 

A IA é uma iniciativa de negócios no sentido de que a adoção bem-sucedida exige participação ativa em todo o processo, e não simplesmente quando é implantada. As mesmas pessoas atualmente responsáveis pela execução dos processos de negócios diários devem ter funções reais para ajudar a criar e manter o modelo baseado em IA. 

Veja como fica na vida real: 

  • A organização requer colaboração e suporte de cientistas de dados e da equipe de TI. 
  • O setor de TI é responsável por implantar modelos de aprendizado utilizando informações históricas, exigindo um pipeline de dados de previsão. (Criar esse pipeline é um processo em si mesmo, com requisitos específicos para cada uma das múltiplas tarefas.) 

As chances de obter sucesso com a implementação da IA aumentam quando toda a equipe está envolvida na aquisição de dados, na análise e no desenvolvimento de sistemas complexos para trabalhar com as informações. 

 

  1. Ensine a equipe a identificar problemas que a IA possa resolver

As empresas orientadas para IA geralmente procuram cientistas de dados com profundo conhecimento de seus negócios. Uma abordagem melhor seria ensinar os funcionários a identificar problemas que a IA pode resolver e, em seguida, orientar os funcionários a criar seus próprios modelos. Os membros de sua equipe já entendem como sua empresa opera. Na verdade, eles até conhecem os fatores que acionam respostas específicas de parceiros, clientes e consumidores. 

O setor de TI pode ajudar as empresas a analisar e entender o contexto de cada modelo. Também pode planejar sua implantação usando sistemas suportados. Especificamente, o TI deve ser capaz de obter respostas sobre tópicos como: 

  • O padrão de uso requerido por um processo de negócios específico. 
  • O período de latência ideal entre uma solicitação de previsão e seu serviço. 
  • Modelos que precisam ser monitorados para atualização, latência e precisão. 
  • A tolerância de um processo de negócios a previsões atrasadas ou não feitas. 

Os funcionários que lidam com problemas com uma mentalidade de IA podem monitorar os processos de negócios e aprender a fazer as perguntas certas quando isso é importante. 

 

  1. Permitir que os profissionais de negócios criem modelos de aprendizado

Uma empresa que tenta transformar seu escopo completo de operações com IA pode ver a linha do tempo tornar-se um pouco lenta. A abordagem atual depende da construção manual de modelos de aprendizado de máquina. Quando questionados, os gerentes de empresas classificaram o tempo entre os maiores desafios. Pesquisas revelaram que equipes levam uma média de 52 dias para construir um modelo preditivo e ainda mais tempo para implantá-lo na produção. As equipes de gerenciamento geralmente têm poucos meios para determinar a qualidade do modelo, mesmo após meses de desenvolvimento por cientistas de dados. 

Uma plataforma automatizada poderia transformar a economia da IA, produzindo modelos de aprendizado de máquina em horas ou até minutos – não em meses. Essa plataforma também deve permitir que os líderes de negócios comparem vários modelos de precisão, latência e análise, para que possam selecionar o modelo mais adequado para qualquer tarefa. 

Equipar sua equipe com as ferramentas e habilidades certas os capacita a contribuir para um sistema otimizado para seus negócios. Além disso, as plataformas automatizadas podem ajudá-los a criar os modelos de que precisam para transformar processos. 

 

Considerando os muitos desafios que as empresas enfrentam ao implantar a inteligência artificial, é compreensível que muitos ainda estejam atrasados. As organizações que superaram essas barreiras podem atestar o poder da IA de revolucionar os negócios por meio da melhoria de processos e aumento da produtividade dos funcionários. 

As tecnologias de uso final exigem a participação humana como insumo. Sem criadores humanos, a tecnologia não pode trabalhar em atribuições humanas. 

 

Imagem cortesia: Pixabay