Perceba que você não pode segurar as rédeas para sempre.

 

Para a maioria dos empreendedores, inclusive eu, o início de um novo empreendimento geralmente depende de uma única ideia – a qual nos sentimos apaixonados o suficiente para investir com nossos fundos, tempo, recursos e, talvez, até nossas vidas.

Essa paixão é o que dá aos empreendedores a energia, o poder e a resiliência para transformar suas visões em realidade. No entanto, chegará o dia em que eles precisarão sair de seus negócios com retornos maximizados.

Para que isso aconteça, você deve planejar desde o início como você podem sair do negócio – ou, pelo menos, se envolver menos na sua execução. Ao reconhecer que você não pode ser o único a desempenhar todas as funções necessárias para alcançar o crescimento e o sucesso sustentáveis desejados, você cria uma estrutura melhor para uma futura saída bem-sucedida, sem arriscar o colapso do negócio.

Pela minha experiência, você deve decidir qual das três principais funções deve assumir – o visionário que fará crescer o negócio, o executor que garantirá a entrega bem-sucedida de produtos e serviços ou o otimizador,  que  tomará conta de todas as operações.

As três funções são totalmente integradas e inter-relacionadas e devem ser executadas de uma forma coesa e coordenado. No entanto, assumir mais de um papel colocará o negócio em risco.

Por exemplo, como alguém que pensa principalmente em crescimento e futuro, sou menos rigoroso quanto ao pedido de aumento salarial, benefícios extras ou folgas dos funcionários. Um otimizador será menos tolerante, pois isso fará com que os negócios sejam executados com menor eficiência, além de causar problemas com outros recursos. Da mesma forma, quero que meus clientes sempre fiquem felizes e satisfeitos com o que estamos oferecendo, mas isso pode resultar em prometer demais ou comprometer-se com resultados que a equipe de entrega não pode fazer. Veja como separar os papéis é crucial.

 

Visionário

Se você quer ser o visionário, o que a partir de minha experiência é o ideal, então você deve dominar a geração de novas ideias e conceitos que manterão o negócio sempre vivo e à frente da concorrência. O papel visionário também inclui a definição da estratégia de crescimento, a formação da equipe e a garantia de parcerias. Em outras palavras, o visionário deve ser aquele que tem a responsabilidade final de liderar os negócios em crescimento contínuo e liderança de mercado.

 

Executor

O segundo papel necessário para executar um negócio saudável e bem-sucedido é o executor. Essa é a função que garante que a entrega seja pontual, dentro do orçamento e atenda aos padrões de qualidade. Em outras palavras, a responsabilidade final do executor é atingir a satisfação do cliente, mas sem exagerar os serviços e produtos entregáveis.

 

Otimizador

O otimizador é o terceiro papel importante necessário para administrar um negócio. Esse é o papel que garantirá que as operações de negócios sejam executadas com eficiência e alcancem o retorno desejado sobre o investimento e a lucratividade.

 

Ter essas três funções desempenhadas por membros competentes da equipe não só aumentará a probabilidade de ter um negócio bem-sucedido, mas também garantirá que os negócios continuarão se os que desempenham esses papéis forem substituídos. De certa forma, isso vai ajudá-lo a não se apaixonar cegamente pela ideia e pela paixão associada a ela, e que sinta-se mais à vontade para soltar as rédeas quando chegar a hora certa.

 

Imagem cortesia: Pixabay