Uma pesquisa descobriu que 49% de todos os trabalhadores aceitam a primeira oferta que lhes é dada. Para as pessoas com menos de 35 anos, que são muito menos propensas a negociar, esses números certamente são muito maiores.

Perder alguns milhares de reais pode não parecer um grande negócio. No entanto, o que parece uma pequena perda a curto prazo, pode significar uma grande perda com o passar do tempo. De acordo com instituições especializadas, negociar seu salário inicial e renegociar com uma certa frequência significará um ganho significativo durante sua carreira.

Aqui está o truque: as ofertas futuras geralmente se baseiam no seu salário atual ou posição, o que significa que um erro no início pode persegui-lo por um longo período de tempo.

Ou seja, tenha em mente que esperar até pedir um reajuste quando você tomou uma decisão ruim no passado. Se você esperar um ano, não receberá o valor retroativo ao tempo em que trabalhou, além de que isto influenciará em toda a sua trajetória e carreira.

 

As Motivações Incorretas

 

A razão pela qual a maioria das pessoas não consegue tomar as melhores decisões a longo prazo é porque eles não sabem o que realmente querem.

Se você não sabe o que deseja, tudo o que te oferecerem parecerá bom. Uma oportunidade única na vida é irrelevante se for a oportunidade errada. Quando você começa a ter sucesso (ou obtém um diploma, etc.), mais e mais oportunidades aparecem. A menos que você saiba exatamente o que você é e o que você pode conseguir, você será facilmente influenciado.

O problema é que a maioria das pessoas não decidiu o que querem intrinsecamente, sua principal motivação se torna a aceitação externa. Assim, em vez de se tornar realmente bom, o objetivo é olhar o melhor possível.

 

Por que você realmente quer fazer o que está fazendo?

 

Tomando como exemplo uma pessoa que decida assumir uma carreira literária, uma pessoa escreve um livro por um dos dois motivos:

 

  • Obter sucesso com o livro
  • Escreva um livro que continue conhecido no futuro

 

A maioria das pessoas que tentam desenvolver uma carreira de escritor, se fossem honestas com elas mesmas, desejam obter sucesso com o livro. Eles sacrificariam o objetivo de longo prazo de escrever um clássico à custa de “tornar-se um autor”. O mesmo é verdade para a maioria das pessoas que tentam iniciar um negócio ou fazer qualquer outra coisa.

O problema é, na maioria dos casos, não se consegue as duas coisas justamente pelos primeiros passos. Se você pensa apenas no sucesso imediato de seu livro, a qualidade e investimentos feitos tende a ser muito menor que a necessária para se obter sucesso, e a tendência é que você aceite um contrato com ganhos muito inferiores aos que você poderia obter em outras condições, caso seu objetivo fosse o sucesso a longo prazo.

Este é exatamente o ponto como a maioria das pessoas aborda seus objetivos. O objetivo da maioria das pessoas é ser um “best-seller”, ou ser um “empresário”, ou “conseguir uma graduação na faculdade”. É tudo sobre a imagem. A validação externa torna-se mais importante do que realmente fazer um ótimo trabalho.

 

Imagem cortesia: Pixabay