Quando você está escolhendo uma carreira, há muito em sua decisão. Você deseja escolher uma ocupação em que você possa se tornar bem-sucedido por muitos anos. Está certo, caso se arrependa, você sempre pode mudar de carreira, mas é preciso ter em mente que fazer isso pode ser um esforço. Tudo será mais fácil se você não precisar fazer isso com muita frequência. Isso significa que você deve escolher algo que não seja apenas adequado para você, mas também que possa ajudá-lo financeiramente no futuro. Aumente suas chances de tomar uma boa decisão evitando esses erros muito comuns.

Erros a evitar ao selecionar uma carreira:

 

  1. Ouvir pessoas que lhe dizem que você deve ou não deve fazer algo: muitas pessoas pensam que deveriam dar a sua opinião em qual carreira você deve escolher: seus pais, seus amigos, pessoas que sejam importantes para você. Elas, apenas não devem. Na maioria dos casos, sua decisão terá pouco impacto sobre as outras pessoas em sua vida. Você, no entanto, terá que lidar com sua escolha nos próximos anos. Certifique-se de que a carreira que você escolhe seja algo que você deseja passar o seu dia.

 

  1. Seguindo Passos de Alguém: Você pode ser perseguido pelas expectativas de seus pais para ter a mesma profissão que eles. Você sabe que esta ou aquela profissão foi eficiente em prover o necessário para alimentá-lo, vesti-lo e atender as suas necessidades. Você conhece alguns detalhes pela convivência diária com seus pais. Mas, mesmo assim, isto não é a chave para o sucesso ou felicidade. É difícil, mas é preciso ignorar a pressão que você possa sentir para agradar sua mãe e seu pai. Lembre-se, e se necessário, lembre seus pais, que eles fizeram suas próprias escolhas e agora é sua vez.

O que era certo para eles pode não ser para você. À longo prazo, há uma boa chance de preferirem vê-lo feliz em uma carreira de sua preferência do que infeliz em um que você escolheu para agradá-los.

 

  1. Não fazer a sua “tarefa de casa”: Não escolha uma carreira sem se dedicar a aprender sobre isso. Além de uma descrição do trabalho, você deve certificar-se de reunir informações sobre tarefas típicas do trabalho, requisitos educacionais, ganhos e perspectivas de trabalho.

 

  1. Não falar com aqueles que conhecem a área: Sua lição de casa não está completa se você esquecer de falar com alguém que atualmente trabalha no campo que você está considerando. Aqueles que estão envolvidos em uma área podem fornecer uma perspectiva verdadeira do que realmente é trabalhar naquilo. Se possível, fale com algumas pessoas para evitar vieses individuais.

 

  1. Pensar somente no dinheiro: Trazer para casa um salário é importante, mas o tamanho dele não é realmente um grande preditor de satisfação no trabalho. Em outras palavras, você pode ter uma boa renda, mas se você odeia o que está fazendo, terá dificuldade em aproveitar os frutos do seu trabalho. Procure um equilíbrio entre ganhar dinheiro suficiente para se sustentar e trabalhar o que o cumpre.

 

  1. Ignorar quem você é: seu tipo de personalidade, interesses, valores e aptidões podem torná-lo mais adequado para algumas ocupações do que outras. Esses traços são intrínsecos, o que significa que você não pode alterá-los. Se você não os levar em consideração ao escolher uma carreira, há uma excelente chance de você acabar em um trabalho que não é adequado para você.

 

  1. Não olhar além de uma lista de “melhores carreiras”: listas que lhe dizem quais carreiras têm as melhores oportunidades do ano, década ou o que quer que seja, podem ser um guia útil quando se trata de selecionar uma carreira. No entanto, tomar uma decisão baseada unicamente em uma dessas listas é uma ideia terrível. Mesmo que uma ocupação tenha uma ótima perspectiva, pode ser uma escolha ruim, então você tem que pesquisar mais profundamente para descobrir se você e uma determinada carreira formam uma boa combinação.

 

  1. Ignorar o futuro: Embora você não deva fazer sua escolha apenas baseada na posição de uma ocupação em uma “melhor lista de carreiras”, ignorar as perspectivas de emprego é descuidado.

Há uma boa chance de você não ter uma bola de cristal que possa dizer com certeza se uma área vai crescer, ou pelo menos será estável, durante o curso de sua carreira. No entanto, você pode fazer mais do que esperar pelo melhor, e pesquisar sobre a área.

 

Imagem cortesia: Pixabay