As pessoas de sucesso têm que pegar o progresso pelos chifres.

 

Seja subindo a escada corporativa ou abrindo um caminho próprio como empreendedor, um fato permanece verdadeiro: todos nós precisamos de um pouco de apoio. Viver sua melhor vida pessoal e profissional requer autorreflexão intencional e desenvolvimento pessoal contínuo.

Mesmo no nosso melhor, no entanto, todos temos pontos cegos que nos impedem de ver toda a imagem de nossas vidas e os pensamentos, hábitos e comportamentos que impedem nosso crescimento. O mesmo vale para nossos amigos e familiares. Embora os entes queridos tenham as melhores intenções, eles geralmente não têm o discernimento para analisar e fornecer conselhos de maneira apropriada. Então, a quem nos voltamos para avaliação e experiência imparciais?

As pessoas de sucesso não deixam seu progresso ao acaso – elas agarram-no pelos chifres. A contratação de um coach de vida é um ótimo exemplo de como aqueles que buscam expansão pessoal e profissional podem se encarregar da visão que têm para suas vidas.

De fato, alguns de nossos grandes empreendedores favoritos confirmaram publicamente o valor do coaching. Por exemplo, Oprah Winfrey e Bill Gates foram citados elogiando suas próprias experiências com o coaching de vida. Winfrey trabalha há muito tempo com a treinadora Martha Beck, dizendo: “O treinamento ajuda você a interromper a tagarelice mental que lhe diz o tempo todo que você não é bom o suficiente”. Enquanto isso, Gates ofereceu: “Todo mundo precisa de um treinador. Todos nós precisamos de pessoas que nos deem feedback. É assim que melhoramos.”

De acordo com a coach de vida certificada e a conselheira profissional licenciada Elizabeth Arboleda: “Todo mundo precisa de um coach de vida porque existe poder em outra pessoa, um profissional, refletindo sobre você, o que você diz e vê para abrir sua mente, para identificar seus pontos cegos, para incentivar a descoberta e apoiá-lo na criação de ação.”

É mais do que apenas definir metas e relatar o progresso, explica Arboleda: “Por meio do coaching, apoio meus clientes através da transformação e defendo sua grandeza, seu brilhantismo e seu poder.”

Desde sentir-se preso na vida até embarcar em projetos criativos e transições de carreira, um coach de vida é metade de uma equipe de duas pessoas comprometida com sua evolução. Enquanto alguns treinadores, como Arboleda, podem oferecer serviços terapêuticos para ajudá-lo a identificar bloqueios mentais e crenças limitantes, o principal objetivo de um coach de vida é ajudá-lo a se ajudar a projetar e executar uma visão específica de sua vida. Ao colaborar em etapas acionáveis, você e seu treinador da vida superarão a mentalidade para criar ações e práticas que transformarão sua vida de estagnada em estelar.

Abaixo, aprenda três maneiras específicas pelas quais trabalhar com um coach de vida pode enriquecer sua vida.

 

  1. Identificação e priorização de metas.

 

Para muitas pessoas, o problema não é a falta de ambição, mas a falta de clareza. Quando fazemos as propostas todos os dias, frequentemente nos encontramos envolvidos na corrida dos ratos, perseguindo uma visão de sucesso que nos foi passada, em vez de uma criada com cuidado e intencionalidade. Não é surpresa que tantas pessoas passem a vida inteira fazendo o que consideram “as coisas certas”, ou seja, indo para a faculdade, conseguindo um emprego e iniciando uma família, apenas para acordar um dia e perceber que não são felizes.

Ao trabalhar com um coach de vida, você começa a se conectar totalmente, permitindo-se projetar e criar a vida que deseja com base em seus próprios padrões. Como Arboleda explica: “Por meio dessa conexão, você escolhe como é o equilíbrio para você e o que deseja capacitar em sua vida que se alinha com essa ideia de equilíbrio”.

Para você, isso pode significar tornar-se um empresário em tempo integral, iniciar um negócio paralelo ou iniciar um projeto de paixão criativa no seu tempo livre. Um coach de vida ajuda você a se conectar para identificar e priorizar esses novos objetivos de uma maneira que faça sentido.

 

  1. Cultivar e fazer a transição para uma nova identidade.

 

Além de objetivos e projetos específicos, os coaches de vida são uma ajuda maravilhosa em momentos de grande transição. Desde mudanças de carreira, como mudanças na indústria, até mudanças pessoais, como o divórcio, um treinador da vida pode ajudá-lo a permanecer ancorado no meio de grandes mudanças.

Parte da razão pela qual a mudança pode ser tão difícil é porque ela desafia as histórias que criamos para nós mesmos. Quem sou eu fora do trabalho para esta empresa? Quem sou eu fora deste casamento ou relacionamento? Esses tipos de perguntas podem ser assustadores quando enfrentados sozinhos, mas um coach de vida pode ajudar a reformular sua narrativa pessoal de uma maneira que o prepara para um novo capítulo empoderado e empolgante.

 

  1. Suporte e parceria.

 

Talvez o mais importante seja que os treinadores de vida são uma fonte de apoio e conforto. O conforto não vem de ser mimado, mas de ser desafiado com cuidado para estabelecer e cumprir metas com coragem, convicção e responsabilidade. Arboleda diz: “Eu vejo e adoto o coaching como uma parceria aberta e completa entre cliente e coach, onde autenticidade, conexão e intimidade são fundamentais para o sucesso do relacionamento.”

Como em qualquer outra parceria, os dois parceiros devem aumentar seu peso. Um treinador não está lá para servir como um curador ou para consertar sua vida. Em vez disso, um coach forte reflete de volta ao cliente seu potencial de expressar brilho interno e manifestá-lo.

Ao se reunir para compromissos semanais individuais, clientes e treinadores criam um relacionamento contínuo no qual o cliente pode se apoiar para obter suporte em muitas fases diferentes da vida. Afinal, somos mais do que apenas o que nosso cargo descreve.

 

Imagem cortesia: Pixabay