Todos conhecem o Walt Disney. Quase todo mundo já assistiu um filme da Disney, seja de animação ou live action, ou conhece algum personagem da Disney. Algumas pessoas até frequentam os cruzeiros e parques da Disney.

De certa forma, as pessoas sabem mais sobre a Disney (empresa), e menos sobre a pessoa Disney. Walt Disney, o homem, tem poucas referências no imaginário popular. É compreensível, já que ele morreu há cinquenta e um anos, em 1966. Walt era um visionário, um empresário e um gênio criativo. Há algumas lições inestimáveis que cada empresário pode aprender com o que ele conseguiu realizar em sua vida.

 

  1. Nunca desista.

 

Muitas pessoas não sabem que a Walt Disney não conseguiu um sucesso em sua primeira investida. Ele começou várias empresas que faliram. Ele, inclusive, teve um estúdio de arte que fechou. Ele tentou criar propagandas, e eles também falharam devido à falta de receita. Em vez de ceder ou desistir, Walt sempre tentou a próxima coisa.

Como Walt disse: “Toda a adversidade que tive na minha vida, todos os meus problemas e obstáculos, me fortaleceram. Você pode não perceber na hora, mas um pontapé na bunda pode ser a melhor coisa do mundo para você “.

 

  1. Seja um solucionador de problemas.

 

Walt Disney foi o solucionador de problemas. Ele era muito atento, e estava sempre procurando maneiras de resolver um problema, e como aquilo poderia ser uma oportunidade no mercado.

Ele levou sua filha para um parque para brincar em alguns brinquedos e notou como as peças estavam sujas e em mau estado, e que as pessoas que operavam os brinquedos eram rudes.

Walt pensou sobre esse problema e o transformou na Disneylândia. Ele queria um lugar seguro e limpo, onde os pais poderiam levar seus filhos.

Como é descrito por muitas pessoas que frequentam ou frequentaram os parques Disney, uma coisa que impressiona é o cuidado com os detalhes na decoração e higiene dos locais.

 

  1. Tenha vontade de se reinventar.

 

Muitas pessoas não sabem que a primeira grande estrela dos desenhos animados da Disney não foi o Mickey Mouse, e sim Oswald, o coelho. Ele assinou um contrato com um distribuidor de desenhos animados e ficou entusiasmado com o sucesso.

Quando ele foi para renovar o contrato, eles roubaram Walt. O distribuidor disse (desconhecido para Walt) que eles possuíram legalmente Oswald, que Walt Disney não o rinha feito. Pior ainda, todos os ilustradores de Walt deixara-o, e foram trabalhar para a outra empresa.

Walt foi para casa depois de perder o seu maior sucesso. Ele teve que começar de novo. Como Walt disse, “Mickey Mouse surgiu da minha mente em um momento em que o desastre parecia me rodear.”

 

  1. Envolva-se com o talento.

 

Walt Disney admitiu que ele não era o mais talentoso em desenho ou animação. Como ele disse uma vez: “Comecei, na verdade, a fazer meu primeiro desenho animado em 1920. Claro, eram coisas muito grosseiras, e eu usei um tipo de marionetes.” Ele foi brilhante em saber o que fazia de melhor, e foi capaz de contratar os melhores artistas e animadores do mundo.

A pessoa que criou a animação de Mickey não foi Walt, mas um animador chamado Ub Iwerks. Walt não precisava ter o talento para desenhar, mas ele tinha a visão. É como ser um arquiteto – você não precisa ser um ótimo pedreiro, mas precisa saber reconhecer um talento e ajustar as coisas, até que esteja pronto.

 

  1. Seja curioso.

 

Walt era uma alma inquisitiva e sempre quis aprender coisas novas. Na animação, isso levou a alguns desenvolvimentos impressionantes nos primeiros anos.

Ele é famoso por fazer o primeiro filme com animação e som, o primeiro filme com a interação entre seres humanos e animação, o primeiro filme completo com animação. Até então, os desenhos animados de Walt eram fofinhos, curtos. O ponto aqui é que ele não sabia como fazer qualquer uma dessas coisas. Sua curiosidade levou-o a investigar como fazer essas coisas e descobrir como fazer tudo. Walt disse: “Continuamos avançando, abrindo novas portas e fazendo coisas novas, porque somos curiosos e a curiosidade continua nos levando a novos caminhos”.

 

  1. Diversificar.

 

Walt foi inteligente o suficiente depois de construir um estúdio de animação bem-sucedido para entrar em filmes de ação ao vivo, documentários, televisão, parques de diversões e toneladas de produtos. Ele poderia ter mantido apenas um estúdio de animação, mas isso não teria criado o tipo de sucesso que sua empresa possui.

No fim, a melhor frase de Walt é: “Os tempos e as condições mudam tão rapidamente que devemos manter nosso objetivo constantemente focado no futuro”.

Todo negócio precisa continuar procurando maneiras de crescer e diversificar.

 

Imagem cortesia: Pixabay