O medo é uma bomba-relógio. Descubra como obter controle sobre seus medos para se tornar um líder mais confiante.

 

Segundo Benjamin Franklin, as únicas certezas dessa vida são a morte e os impostos. Mas, com todo o respeito, ele esqueceu de mencionar algo muito comum, pelo menos para os empresários: o medo.

O medo pode ser um estado de espírito cotidiano para os empreendedores modernos. Afinal, quando grandes problemas acontecem, o mundo sabe disso imediatamente e responde sem remorso ou filtros. Mesmo antes de o BuzzFeed anunciar, em janeiro, que demitiria cerca de 220 trabalhadores, a CNN e outros veículos de notícias já sabiam disso. Isso deixou o CEO Jonah Peretti na posição nada invejável de explicar por que 15% de sua força de trabalho logo estaria procurando por emprego.

Nenhum fundador de startups quer experimentar o que Peretti fez. No entanto, todos em uma posição de liderança devem aceitar que, com o tempo, escolhas difíceis serão necessárias. Essa percepção pode levar a um aumento no medo que já está fervendo logo abaixo da superfície. E, a menos que você o afaste, o medo pode se tornar incapacitante.

Por isso é tão importante dominar seus medos. Os empreendedores podem fazer isso seguindo o seguinte caminho de cinco etapas para alcançar um gerenciamento de medo eficaz a longo prazo.

 

  1. Imagine o pior cenário possível

Quando o medo começa a surgir, encare-o de frente a raiz e verbalizando o resultado mais desastroso que você pode imaginar. Em vez de tentar afastar seus desejos de luta ou fuga, apoie-se em seus sentimentos. Seja claro e descreva exatamente o que você mais teme.

Satisfaça sua mente indo em uma jornada para chegar ao cenário mais assustador possível. Além de trazer o seu medo para a sua mente consciente e para longe de um sentimento generalizado de desgraça, você vai envolver o lado racional do seu cérebro e permitir-se passar para o próximo passo.

 

  1. Descreva o mapa para o pior cenário possível

Agora que você pensou nas piores coisas que poderiam acontecer, descubra como elas poderiam se concretizar. Anote todos os dominós que precisam cair em alinhamento perfeito para o pior acontecer. Na maioria dos casos, você ficará surpreso com o quão improvável a situação mais grave pode ser ou com que facilidade alguns dominós poderiam ser evitados.

Vejamos o pior cenário que aconteceu para uma empresa: a queda da Blockbuster. Acontece que o CEO da Netflix, Reed Hastings, abordou o CEO da Blockbuster, John Antioco, no início dos anos 2000, com a opção de comprar a empresa. Embora, com certeza, o cenário de pior caso de Antioco tenha sido o de que sua empresa não tivesse sido bem-sucedida, ele negligenciou o mapeamento do caminho que incluía um pivô para o pedido por correspondência e, eventualmente, conteúdo em streaming.

Ele aprovou o acordo e, embora a Blockbuster ainda exista, a maioria de nós a vê como uma memória distante (na verdade, um dos dois últimos Blockbusters do mundo foi fechado recentemente).

 

  1. Determine quanto tempo você tem para evitar o desastre

Você tem seu pior cenário mapeado. Agora, descubra quanto tempo você tem para evitar a crise. Na maioria das circunstâncias, você pode levar semanas, meses ou até mesmo anos antes que isso aconteça, então você tem tempo de sobra para corrigir seu curso. É muito importante ter consciência de quanto controle você realmente tem para afastar o medo ao tomar um novo caminho.

 

  1. Decida as principais ações a serem tomadas em caso de desastres

Usando as informações que você reuniu sobre o seu medo e o que será necessário para evitar uma calamidade, concentre-se em agir. Por exemplo, uma das maneiras de evitar o pior cenário possível pode ser mudar os processos operacionais. Nesse caso, você cria um plano capaz de executar essa ação.

Ao criar seu plano de combate ao medo, implemente metas usando o sistema de metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e vinculadas ao tempo. Quando terminar, você terá uma estratégia que é atingível e realista.

 

  1. Use uma escala para avaliar sua probabilidade de pior cenário

Agora que você concluiu as quatro etapas anteriores, você tem um plano sólido e uma linha do tempo para evitar o pior cenário possível. O último passo é dar uma boa olhada na probabilidade de que esse cenário realmente ocorra. Uma boa opção é escolher a escala de classificação de 1 a 10.

Usar uma escala, em vez de simplesmente se perguntar se o cenário ocorrerá, ajuda a identificar a extensão do seu medo. Este passo mostrará a você o quão bem-sucedidos os últimos quatro passos foram. Eu estaria disposto a apostar que a sua classificação será muito menor do que você poderia esperar no início deste exercício.

 

Livrar-se do medo é difícil, especialmente se você tem uma boa inteligência emocional e sensibilidade. Ainda assim, você pode superar tudo isso validando processando e racionalizando-os. Com o tempo, essa habilidade será mais fácil, permitindo que você aumente sua liderança sem ser atingido pelo pavor de seguir em frente.

 

Imagem cortesia: Pixabay