Mentores têm um recurso crucial que os novos empresários não têm – experiência. 

 

Todos os anos milhares de novas pequenas empresas nascem. A má notícia é que apenas metade sobrevive cinco anos. E quando você chegar a 10 anos, esse número será reduzido para um terço. Mas existem maneiras de aumentar suas chances de sobrevivência. Trabalhar com um mentor provou ser um indicador de sucesso. Aqui estão cinco razões pelas quais você deveria estar procurando por um. 

 

  1. Mentores colocam as estatísticas ao seu favor

A taxa de sobrevivência de novos negócios é compreensivelmente intimidante para os empreendedores, mas esses números podem mudar drasticamente quando você adiciona um mentor à equação. De acordo com pesquisas, 70% das empresas com mentores sobrevivem por mais de cinco anos. Isso é o dobro da taxa de empresas que optam por não ter um mentor. 

Novos proprietários de pequenas empresas muitas vezes não têm uma coisa fundamental – experiência. Leva anos e anos e, às vezes, muito dinheiro para ganhar a experiência de negócios para administrar uma empresa de sucesso. Os mentores lhe dão a oportunidade de aproveitar essa experiência imediatamente – e, algumas vezes, de graça. 

Escalar ou começar um negócio nunca vai acontecer exatamente como planejado. Quando você atinge um obstáculo, pequeno ou grande, mentores com experiência em negócios provavelmente já se depararam com algo semelhante antes e sabem estratégias para avançar.  

 

  1. O apoio e a motivação de um mentor podem ser inestimáveis

Pode ser solitário no topo. Começar um negócio pequeno ou médio significa que você não tem um chefe acima de você que fornece programas de motivação e envolvimento dos funcionários, o que pode ser vital para a felicidade e o sucesso. Um mentor muitas vezes pode preencher esse vazio, atuando como um treinador para fornecer apoio, motivação, validação e encorajamento. 

 

  1. Os mentores oferecem responsabilidade aos empreendedores

Um bom mentor de pequenas empresas pode ajudar a definir tarefas críticas e orientar suas metas de negócios – e, mais importante, ajudar a empresa a se responsabilizar por atendê-las. A prestação de contas não só ajuda as empresas a atingir esses objetivos em direção ao sucesso, mas também promove uma cultura de autoconfiança. 

 

  1. Trabalhar com um mentor amplia sua rede

Potenciais clientes, funcionários e outras fontes de aconselhamento – todos esses tipos de pessoas, e mais, podem ser desbloqueados quando você tem um mentor de negócios. Um mentor traz sua própria rede de pessoas inestimáveis, e esses contatos podem estar à sua disposição. Tem um problema comercial específico? Um mentor pode conhecer a pessoa certa para pedir ajuda. Procurando a pessoa perfeita para um novo papel na empresa? Eles também podem recomendar um contato de sua experiência no setor. Ter uma lista de contatos é crucial para o seu negócio a longo prazo. 

 

  1. Onde encontrar um mentor

Existem vários lugares que você pode procurar por um mentor. 

  • Eventos de rede local: esses eventos são projetados para conectá-lo a outros profissionais de negócios. Procure conferências ou eventos para o seu setor específico e pequenas empresas em geral, e tente falar com o máximo de pessoas possível. 

 

  • Associações profissionais e comerciais: por um preço, você pode participar de uma associação profissional ou comercial em seu setor. Essas dívidas vão para investimentos em muitas coisas, incluindo educação e networking – geralmente com líderes empresariais experientes em seu setor.
     
  • Mídia social: não negligencie sua própria rede pessoal quando se trata de encontrar um mentor. O LinkedIn e o Twitter podem ser ótimos recursos para se conectar com outros profissionais e mentores em potencial. 

 

Conectar-se com a pessoa certa deve ser um passo fundamental em seu plano de negócios. O mentor certo pode guiá-lo através de escolhas de negócios difíceis e ajudar a prepará-lo para o sucesso nos anos vindouros. 

 

Imagem cortesia: Pixabay